as pequenas chaves para as, ainda, pequenas portas.

[ Pois bem, sintam-se a vontade, por hora.]
Satã fightea com Tiago [ o vilão ]

Satã says: nao peça perdao, a menos que mereça

Tiago says:
mereço?

Satã says:
nao
pois nao pecou
me ajuda

Tiago says:
ajudo

Satã says:
sobre o que hj?

Tiago says:
sobre o q vc quer?
siga sua intuição

Satã says:
nao sei ainda
tantas coisas

Tiago says:
o que é mais forte?
ou recorrente?

Satã says:
as pequenas chaves para as, ainda, pequenas portas.
esse foi o nome que dei ao post

Tiago says:
entao falemos do que está fechado, o de como entrar?
ou o primeiro passo?

Satã says:
apenas falemos

Tiago says:
ou o coelho que nos deixa para tras?

Satã says:
e vejamos o que dá
falemos da ilusao
da grandiosidade

Tiago says:
o que essas portas encerram?
o que elas escondem?

Satã says:
falemos da infinidade do que há para nao ser dito!

Tiago says:
o que há dentro delas? ou fora?

Satã says:
se há a ilusão
e eu digo 'se' pois a proporcionalidade dos extremos me agrada
me pergunto, seria a ilusão passiva ao nosso bem-querer ou princípio ativo ao seu próprio entender?

Tiago says:
ou seria a ilusão apenas uma real rocha a nos rodear e permear, como o ilusório ar que flui pela noite?

Satã says:
a ilusão qua
ndo condensada poderia por assim dizer merecer status de realidade?
pois se não existe nada além da mente do homem, seria a própria e dita realidade uma breve ilusão do que é aquilo que nos persuadimos a ver

Tiago says:
Sendo, ainda, a mental ilusão uma real possibilidade de fuga? essa fuga que nos atrai como o canto da sereia...

Satã says:
o canto de nossa sereia interna, essa quimera que ostentamos sob o jargão do eu
seria cada homem passivel de seu proprio centrismo, enxergando não aquilo que é mas o que quer ver

Tiago says:
A carne sendo despedaçada e seu navio naufragando, mal sabe esse 'homem' em que rocha ilusória foi ele bater

Satã says:
espelhou-se em pequenos anceios.
Mas mesmo assim, que águas possuem os mares da realidade?
Se existe o rea
l e o nao-real, por quais mares eu realmente quero viver?
pois poderiam os mares reais serem 'somente' o que são
e meus mares internos o espelho da tormenta que é o meu ser

Tiago says:
O espelho da tormenta que é calmaria,
que une os dois pólos
onde a ilusão se faz real, onde o etéreo é tangível
onde o mar e a rocha e o navegante e o barco são um só

Satã says:
se acreditamos que nossa ilusão é nosso próprio mundo, pq nao chama-lo de real?



aquele que nunca quis ser deus que atire sua própria ilusão ao mar, no meu de preferência.
tangivel é o nome que dê-mos ao que queriamos sentir
real é o nome que damos ao que somos capazes de aceitar.


surreal é o nome que dou ao normalismo vigente.

Tiago says:
e irreal é tudo aquilo que de fato é, e sou incapaz de ver
porém
a ilusão me mostra as sombras de coisas que eu queria ter

Nobody says:
a ilusão mostra-me minhas sombras e se acho que ela me ilude é porque ainda não aprendi a me reconhecer.
como posso iludir chamando de 'eu' o que na verdade é todo?






O que existe é a ilusão, e tão somente ela me supre - Nobody

5 comentários:

Mushi disse...

tudo não é aquilo que eu sempre quis ser?


tudo me deixa tão confuso...

[vamos guardar o resto para nossa próxima noitada...]

guga disse...

uma otima forma de fazer um blog pratico.... colocar conversa do msn....eh tipo um big brother mas sem o pedro bial... ou seja.... perfeito...hahahaha... esse sata eh um amor de pessoa....quero ir pro inferno qdo morrer

Mushi disse...

essE Satã???

:P

PChesini disse...

koan:
como abrir uma gaveta trancada, a qual a chave está dentro?

mimimimi disse...

:)

como eu disse.

vc deveria ler RAW.

http://deoxy.org/meme/Reality_Tunnel

:)