up that

A comunidade!
óh tenra, e infême, ligação humana.
outrora tivemos vizinhos dos lados, as vezes, por desventura, atrás
de si ou de sua dignissima esposa! tanto o faz.

Na aurora do raiar do hoje! o dia
têmos vizinho a perder de vista
pessoas embaixo e até mesmo em cima!
pessoas caindo, pessoas no chão.
gente no teto e sem coração

a nova era da verticalização humana,
indaga-se o velho Sr. : "Como poderíamos ser todos iguais, enquanto tem gente em cima?"

também tinhamos uma nobre senhora, mas essa já morreu.



2 comentários:

Tiago disse...

viva a comunidade....


ou não

Paradoxo disse...

bem retribui a visita, alias devia ter feito isso varias vezes ja... fui displicente mas vou compensar...
obrigado por sempre me visitar....
alias o guga manda lembranças...